quarta-feira, 30 de abril de 2014

O sucesso da abordagem da RPG na Escoliose


>










A RPG, através do seu processo de avaliação, procura identificar a ou as causas da escoliose e compreender os mecanismos inerentes a esta deformação morfológica tridimensional, ou seja, como o organismo daquela pessoa se adaptou / respondeu às causas da escoliose.

Todas as sessões se iniciam com a avaliação, prosseguem com as posturas de tratamento e terminam com a integração.

Avaliação

O tratamento inicia-se com uma avaliação exaustiva, a partir da qual se escolherão as posturas de tratamento. A avaliação é composta por:

- Avaliação global da posição estática

- Anamnese

- Exame das retrações musculares: compreender o tipo de escoliose, a importância e localização das curvas, o equilíbrio... De acordo com a localização das curvas e dos músculos envolvidos poderemos já fazer algumas considerações sobre o tratamento.

- Reequilibrio: consiste na realização de manobras de correção da escoliose nas diversas posições que normalmente adotamos. Este processo permite-nos compreender:

- a redutibilidade das curvas

- em que situações a correção é mais fácil e mais difícil

- a importância das compensações

- a relação entre as curvaturas

- as eventuais causas mecânicas subjacentes à escoliose

- Teste de tensão geral

- Exame das rafiografias

Posturas de Tratamento

As posturas de tratamento são escolhidas de acordo com o resultado da avaliação. O fisioterapeuta vai corrigindo as curvaturas e eliminando todas as compensações que identificou na avaliação e que se tornam mais evidentes durante o tratamento.

O paciente tem um papel bastante ativo durante todo o tratamento, o que lhe permite melhorar a consciênia do seu corpo e compreender como corrigir as curvaturas.

Integração

Durante o tratamento os ganhos são óbvios e muitas surpreendentes, mas é necessário que a pessoa integre e automatize as mudanças alcançadas. Para isso são realizadas algumas manobras de transferência de peso e de estimulação proprioceptiva.