quarta-feira, 30 de abril de 2014

Efeitos da Reeducação Postural Global em escolares com escoliose


>







A escoliose é uma deformidade que afeta a forma tridimensional da coluna vertebral e ocorre principalmente a partir dos dez anos de idade, com progressão associada ao estirão do crescimento. A prevalência da escoliose no escolar varia de 1 a 3% da população.

É clinicamente importante que se diferencie a escoliose estrutural da escoliose não estrutural. A não estrutural pode ser causada por maus hábitos posturais e discrepância de membro, entre outros; já a estrutural apresenta rotação das vértebras e a coluna torna-se rígida devido à anormalidade nesta estrutura, formando a giba.

A Reeducação Postural Global (RPG) melhora o corpo, corrige a morfologia, suprime a rigidez e libera as articulações, tratando a desarmonia levando em consideração as necessidades individuais de cada indivíduo, promovendo o alongamento global das cadeias musculares e preconiza utilização de posturas específicas para o alongamento dos músculos.

Assim, esse trabalho tem como objetivo avaliar os efeitos do método da RPG no ângulo de Cobb de escolares do 5° ano com diagnóstico de escoliose torácica não estrutural.

Metodologia 

Participaram do estudo 20 escolares (11 meninos e 9 meninas) do 5° ano do ensino fundamental, divididos aleatoriamente em dois grupos: RPG (GRPG; n=10) e controle (GC; n=10), os quais apresentavam escoliose não estrutural torácica em "C" ao exame postural, e teste de Adams negativo. Foram excluídos os que apresentavam escoliose estrutural.
Todos os escolares realizaram exame de raio X.

Reeducação Postural Global: os participantes do grupo RPG realizaram tratamento por três meses (12 semanas), duas vezes por semana, com sessões respeitando o limite do escolar durante as posturas, que variou de 25 a 30 minutos, mantendo intervalo de 2 minutos entre cada uma delas. Foram utilizadas as posturas "rã no chão" e "rã no ar", seguindo o método RPG Souchard.

O GRPG foi orientado sobre como carregar a mochila e a cada sessão da reeducação foi possível observar a melhora da conscientização corporal e também da postura. Já o GC não realizou tratamento e, a exemplo do realizado com o GRPG, também foi orientado quanto à melhor forma de carregar a mochila durante os três meses, entre o primeiro e o último raio X.

Após o trimestre, o GRPG e o GC passaram novamente pela avaliação postural e exame de raio X para análise dos resultados. Todo o procedimento de aplicação das avaliações diagnóstica e somativa, bem como dos exercícios, foi realizado pela mesma fisioterapeuta, que tem certificado de qualificação do método RPG no Brasil.

Resultados O grupo RPG apresentou diminuição significativa com relação aos valores do ângulo de Cobb apresentados antes e após o período de intervenção, enquanto o GC registrou aumento não significativo no grau de curvatura, o que indica agravamento no quadro de escoliose.

Os resultados indicam que a RPG pode dar uma importante contribuição no tratamento da escoliose e/ou sua estabilização. A RPG resgata o equilíbrio musculoesquelético por meio do alongamento, da contração muscular, da consciência corporal e da correção postural. Desse modo, os princípios básicos da RPG na escoliose foram melhorar a retração dos músculos da estática; corrigir, por intermédio da tração, a acentuação das curvas; estirar, de forma global, os músculos da estática e liberar o bloqueio respiratório.

Conclusão 

Conclui-se que escolares com escoliose não estrutural submetidos ao método da RPG apresentaram melhora do quadro. Diante disto, o presente estudo recomenda a RPG para o tratamento, contudo, se faz necessário avaliar o escolar de seis em seis meses para observar o desenvolvimento de sua coluna vertebral durante toda a fase de estirão do crescimento.

Autores: Pollyana Coelho Vieira Toledo, Danielli Braga de Mello, Maria Erivania Araújo, Rejane Daoud, Estélio Henrique Martin Dantas. Esse estudo foi desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO) e publicado na revista Fisioterapia e Pesquisa da Universidade de São Paulo em 2011.

Fonte


Dicas para Profissionais:
  • Liberação Miofascial - Ventosas + Instrumental+ Manual + Acessórios
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda a tratar Cervicalgias com Terapia Manual
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia