quinta-feira, 25 de abril de 2019

As posturas na Reeducação Postural Global


>





Imagem relacionada

Sentar na cadeira em frente ao computador por horas a fio, andar com salto alto, segurar o filho no colo, se acomodar no sofá ou na cama. Reparou em como você se comporta nas pequenas atividades do cotidiano? Normalmente a coluna é mal tratada.

O resultado da má postura é a dor - que varia da hérnia de disco àquela ocasionada por movimentos repetitivos no trabalho ou no esporte. Para solucionar esse mal estar, existe uma técnica da fisioterapia criada no início da década de 70 pelo francês Philippe Souchard. É a Reeducação Postural Global, a conhecida RPG.

A técnica é baseada em seis posturas específicas que têm como foco o alongamento muscular, o trabalho respiratório e o fortalecimento de músculos fundamentais para a melhora do alinhamento postural. Cada uma delas dura normalmente 20 minutos, em sessões de 1 hora. A roupa deve ser leve, geralmente duas peças – biquíni ou top e shorts. Não é necessário o uso do tênis.

A atenção não é voltada apenas à correção da postura e ao fortalecimento dos músculos, mas também à respiração adequada. Deitado, sentado ou em pé, o paciente deve ter participação ativa durante o tratamento e o que foi trabalhado na sessão deverá ser levado para além das paredes do consultório. Chega às atitudes no dia-a-dia.

A consciência corporal é envolvida no processo. A pessoa tem que sair do consultório e levar o que aprendeu para as atividades dela. “Esse vai ser o sucesso: conseguir uma boa postura, um bom alinhamento. É preciso aplicar o que aprendeu: na rotina, quando se fica sentado por oito horas em frente ao computador.

Não existe limite de idade para utilizar essa técnica. De crianças a idosos, todos podem ser tratados, desde que o médico tenha recomendado. A RPG não ajuda apenas a tratar as dores. Também pode ser uma ótima aliada na hora de prevenir. A ideia é a mesma: ensinar a posição adequada.

Reconhecer uma grande alteração postural – que pode causar danos articulados no futuro. “Se a mãe ou outro familiar perceber alguma alteração na postura da criança ou se há histórico familiar, é interessante conversar com um médico sobre o encaminhamento para avaliação de RPG. Assim é possível tratar a criança precocemente e evitar que tenha problemas de postura no futuro”, explica Lucimara Franciscone Oliveira, fisioterapeuta assistencial do Einstein.

É preciso aplicar o que aprendeu: na rotina, quando se fica sentado por oito horas em frente ao computador

Passo-a-passo

A primeira sessão é direcionada a entender o histórico do paciente, ou seja, conhecer seus costumes e hobbies e realizar a avaliação postural. Os objetivos de quem procura o tratamento são levados em conta: alívio da dor, alinhamento da postura, prática de atividades físicas sem dor, bem-estar e ganho de flexibilidade muscular.

A partir da segunda sessão são indicadas as posturas para determinada queixa. São as mesmas para todos os pacientes. Entretanto, dependendo do diagnóstico, o foco é mais acentuado em algumas delas. Existem dois grandes grupos musculares: o posterior e o anterior. Para cada um deles há exercícios diferentes. Começamos sem carga e evoluímos, quando o alongamento é maior.

Os resultados geralmente aparecem depois da décima sessão sendo que, em alguns casos, esse número é suficiente. Após o término do atendimento, o paciente deve continuar fazendo os exercícios aprendidos e tomar conta para que a coluna esteja sempre ereta.

A sessão é de uma hora, com tempo para trocar de roupa e se acomodar. A pessoa tem a possibilidade de utilizar mais do que a maca em que faz os exercícios. Quando necessário, após a sessão de RPG, o paciente é encaminhado para equipamentos de musculação da academia do Centro de Reabilitação.

O atendimento é personalizado. Temos uma estrutura que vai além das quatro paredes, por exemplo, para orientar o paciente a como agir durante a atividade física.

Princípios:

A técnica do RPG não visa apenas atender pacientes que estejam sentindo dor, mas também aqueles que buscam encontrar um melhor equilíbrio e viver em harmonia com o corpo.

• Individualidade: cada ser humano sente e reage de uma maneira diferente.

• Casualidade: a verdadeira causa do problema pode estar distante do sintoma.
A RPG remonta da consequência à causa.

• Globalidade: não tratar partes isoladas, e sim o corpo como um todo.


Em quais patologias a RPG é indicada?
Para as mais diversas patologias clínicas, a técnica de RPG é indicada:
• escoliose (desvio da coluna vertebral)
• hiperlordose
• hipercifose
• torcicolo
• dor cervical
• hérnia de disco
• e várias outras...


As Posturas:
Quem tem algum tipo de lesão não pode, de forma alguma, realizar o método sem o acompanhamento de um fisioterapeuta com especialização em RPG.
A partir da análise das sete zonas do corpo - cervical, ombros, dorsal, lombar, quadris, joelhos e pés - e dos sintomas relacionados pelo paciente, o profissional indica os exercícios de respiração e as posturas a serem seguidas.

O tratamento se baseia em 8 posturas para cada grupo muscular. O paciente assume uma posição que deve ser mantida por um tempo pré-determinado (com treino, a pessoa se acostuma a ficar no "encaixe" certo por minutos). A postura será indicada de acordo com a patologia do indivíduo, isto é, o método é personalizado. As posturas nada mais são que movimentos lentos, graduais e progressivos que duram, em média, 20 minutos cada.

O objetivo é alongar e descomprimir o corpo, permitindo que os músculos se automatizem a ficar nas posições fisiologicamente corretas. Dessa forma podemos nos manter em posturas adequadas sem o esforço que você deve estar fazendo agora, tentando manter a postura correta.

"É importante que a pessoa leve para o seu dia-a-dia as técnicas da RPG. Isso quer dizer para pegar peso, passar roupa, caminhar e dormir com a postura correta".

Resultado de imagem para 6 posturas do rpg

1 - A Rã No Chão, Braços Fechados:

Ela permite ao terapeuta trabalhar sobre:

- a nuca
- o tórax e a respiração
- a coluna vertebral
- os ombros
- os cotovelos
- as mãos
- a pelve
- o quadril
- os joelhos
- os pés

2 - A Postura Em Pé Conta A Parede:

O terapêuta pode especificamente corrigir:

- o tórax e a respiração
- a coluna vertebral
- os ombros
- o quadril
- os joelhos
- os pés

3 - A Postura Em Pé No Centro:

Ele permite ser mais preciso sobre:
- a coluna vertebral
- o quadril
- os joelhos
- os pés
- o equilíbrio
- o esquema corporal


4 - A Postura Rã No Chão, Braços Abertos:
Ela é particularmente eficaz sobre:

- a nuca
- o tórax e a respiração
- a coluna vertebral
- os ombros
- os cotovelos
- as mãos
- a pelve
- o quadril
- os joelhos
- os pés



5 - A Postura Rã No Ar, Braços Fechados:


Ela permite correção:

- a nuca
- o tórax e a respiração
- a coluna vertebral
- os ombros
- os cotovelos
- as mãos
- a pelve
- o quadril
- os joelhos
- os pés


6 - A Postura Sentada:

Ela permite insistências sobre:

- a coluna vertebral
- o quadril
- os joelhos
- o esquema corporal


7 - A Postura Em Pé, Inclinado Para Frente:

Ela permite insistências sobre:

- a coluna torácica
- a região lombar
- a pelve
- o quadril
- os joelhos
- os pés

8 - A Postura Rã No Ar, Braços Abertos:

Ela possibilita correção:

- a nuca
- o tórax e a respiração
- a coluna vertebral
- os ombros
- os cotovelos
- as mãos
- a pelve
- o quadril
- os joelhos
- os pés

Publicado em 10/03/14
Revisado em 25/04/19



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Dicas para Profissionais:
  • Liberação Miofascial - Ventosas + Instrumental+ Manual + Acessórios
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda a tratar Cervicalgias com Terapia Manual
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia